Qual o desafio de gerir empresas que utilizam crédito bancário?

Qual é o desafio de gerir empresa que utilizam crédito bancário?

SUMÁRIO

  • Principais causas do declínio das empresas
  • Gerencia de riscos
  • Decisões de investimento
  • Decisões de financiamento
  • Limite do endividamento
  • Planejamento financeiro
  • Decisões financeiras de curto prazo
  • Ações corretivas

Principais causas do declínio das empresas

Causas Internas:

  • Má gestão
  • Controle financeiro inadequado
  • Fraca gestão do capital de giro
  • Custos elevados
  • Esforço de marketing insuficiente
  • Exagerado nível de comercialização
  • Grandes projetos
  • Aquisições
  • Política financeira
  • Inércia ou confusão organizacional

Causas Externas:

  • Mudanças na demanda
  • Concorrência
  • Variações adversas nos preços dos insumos básicos (commodities)

Principais causas do declínio das empresas

Fraca gestão do capital de giro

Ciclo operacional

  • 30 dias entre a aquisição e o pagamento do fornecedor
  • 20 dias entre o pagamento do fornecedor e o recebimento do cliente
  • 20 dias de recursos parados e sem remuneração
  • 30 dias entre a venda e o recebimento do cliente

Principais causas do declínio das empresas

Exagerado nível de comercialização

Overtrading – ocorre quando uma empresa cresce a um ritmo muito mais rápido do que sua habilidade de financiar-se internamente com o fluxo de caixa e externamente com empréstimos bancários.

1- Verificar se o custo dos empréstimos cabe no preço de venda.
2 – Verificar o limite do endividamento.

Na busca cega do crescimento nas vendas sem considerar se é ou não lucrativa, as margens são reduzidas e clientes são agregados apenas para aumentar o volume de vendas.

– Famosas VITRINES.

Principais causas do declínio das empresas

Grandes projetos

Em geral os grandes projetos são problemas por dois motivos:

  1. Custos são subestimados
  2. Receitas superestimadas

Quebra do princípio contábil da prudência

Determina a adoção do menor valor para os ativos e do maior valor para os passivos.

Gerência de riscos

O custo de oportunidade do capital depende do risco do projeto.
Quanto maior o risco maior a possibilidade de lucro.

Equilíbrio entre: o otimismo dos empreendedores X o comportamento histórico de um setor

Diversificação:
– Produtos mais conservadores
– Produtos moderados
– Produtos agressivos

Decisões de financiamento

  • Reaplicar os lucros obtidos
  • Novos aportes
  • Novos sócios e/ou abertura de capital
  • Emissão de debentures ou partes relacionadas
  • Financiamento por fornecedores não financeiros
  • Financiamento por fornecedores financeiros

Prazo

  • Curto Prazo
  • Longo Prazo

Limite do endividamento

Índice de cobertura dos juros: é uma medida que permite avaliar até que ponto os juros estão sendo cobertos pelos lucros da empresa.

Planejamento financeiro

Análise das opções de investimento e de financiamento de que a empresa dispõe.
Projeção das consequências futuras das decisões presentes, de modo a evitar surpresas e a comprometer a ligação entre as decisões presentes e futuras.
– Tempestividade na tomada de decisão.

Decisão sobre quais as alternativas a adotar (Plano financeiro)
Avaliação do desempenho subsequente face aos objetivos estabelecidos no plano financeiro.

Decisões financeiras de curto prazo

A utilização de linhas de curto prazo, devem ser extremamente pontuais, para resolução de imprevistos de fácil resolução.

Uma vez, que esse tipo de recurso se torna utilizado com frequência, o gestor deverá acender uma luz de advertência e tomar medidas imediatas para evitar problemas maiores no futuro.

A tomada de decisão tardia, tem sido um grande fator destruição de valor das empresas.

Ações corretivas

  • Criação de indicadores com curvas de tendência.
  • Utilização de ferramentas de BI, para acompanhar os indicadores de online.
  • Gestão do Ciclo operacional, forçando uma diminuição da necessidade de capital de giro.
  • Gestão de crédito a clientes, definir uma política mais rigorosa de concessão de crédito, incluindo o limite de participação da carteira para evitar transtornos globais.
  • Política de cobrança, ser rigorosos na cobrança e não permissivos com atrasos frequentes dos clientes.
  • Gestão de políticas comerciais, verificar se o cliente é lucrativo, não se esquecendo de aplicar os custos financeiros gerados para o seu atendimento.

A Romanhol & Associados tem mais de 15 anos de experiência e atuação nas áreas contábeis. Nossa missão é criar soluções e apoiar nossos clientes na escolha e implementação da estratégia, prestando serviços  profissionais com excelência e sendo reconhecidos pela capacidade de gerar lucro. Para mais informações e contato clique AQUI!

O que achou? Deixe um comentário.

Categorias: Contabilidade, Gestão, Negócios

Tags: , , , , , ,