Onde tem problema, existe oportunidade de negócio.

Esse pode ser um dos melhores momentos para criar startups no Brasil, pois onde tem problema, existe oportunidade de negócio.

FATO 1 – CONFERÊNCIA TED, 18 DE MARÇO DE 2015, VANCOUVER, CANADÁ

Bill Gross é uma das pessoas que mais entendem de startups. Ele vem empreendendo negócios inovadores há muito tempo. A primeira empresa dele foi comprada pela Lotus (aquela famosa por suas planilhas financeiras, que posteriormente foi incorporada pela IBM). Ele fundou uma “incubadora de negócios” (modelo que veio dar origem às aceleradoras) chamada Idealab em 1986. Desde essa época já atuou direta ou indiretamente como conselheiro, mentor, investidor ou empreendedor em centenas de empresas.

Com 57 anos, ele acredita “que a organização startup seja uma das formas mais incríveis de tornar o mundo um lugar melhor”. Qual melhor oportunidade do que a possibilidade de criar novos produtos e serviços que todos usem e ao mesmo tempo ganhar dinheiro com isso? Porém, apesar de todo esse “potencial” de uma startup, ele sabe que a grande maioria delas fracassam. E isso fez com que ele iniciasse uma pesquisa para descobrir o que mais importa para o sucesso de um novo negócio inovador.

Primeiro Gross buscou identificar quais os fatores importantes para serem considerados nessa análise:

A ideia – O quanto a ideia era criativa, sua diferenciação e singularidade,

A execução pelo time – A qualidade da equipe na implementação da ideia

O modelo de negócio – A capacidade da companhia de oferecer, entregar e capturar valor a seus clientes

O Capital – Disponibilidade e capacidade de acesso ao capital

O Timing – Momento adequado do negócio no mercado? Ou você está antes ou depois do certo?

Ele analisou cem companhias do portfólio da Idealab e cem companhias que não eram da Idealab para buscar pontos em comum. Nessas listas estavam grandes sucessos como Cytysearch, GoTo, Tickets.com, Airbnb, Instagram, Uber, YouTube e LinkedIn e fracassos como Webvan, Z.com, MyLife, Pets.com, Flooz e Friendster. Cada uma delas ganhava uma pontuação sobre quais fatores foram mais importantes para o sucesso do negócio.

“O primeiro fator foi o momento adequado. Ele representava 42% da diferença entre sucesso e fracasso. Equipe e execução veio em segundo, e a ideia, veio em terceiro” conta Bill Gross em sua palestra na conferência TED 2015.

“A execução certamente importa muito, assim como a ideia, mas o momento pode importar ainda mais”, Bill Gross, na Conferência TED 2015

Imagem fonte: Reprodução

Imagem fonte: Reprodução

Ele dá alguns exemplos:

– O AirBNB sofreu muitas críticas iniciais de que ninguém aceitaria um estranho dentro de sua casa, mas foi lançado num momento do auge da recessão americana (onde todos buscavam uma renda extra) e alugar o quarto vago parecia uma ótima oportunidade.

– O CitySearch fez sucesso numa época em que organizar o diretório de páginas de uma cidade fazia todo o sentido.

– O GoTo.com (que depois virou Overture e depois foi comprado como gerenciador de anúncios pelo Yahoo) surgiu exatamente quando a publicidade online procurava um modelo de negócio e o serviço ofereceu o “pague pelo clique”.

– A plataforma Z.com, que tinha tudo para ser uma potência do entretenimento online, inclusive contando com astros de Hollywood, acabou sendo um grande fracasso pelo timing errado. Foi lançado num momento em que a banda larga tinha uma penetração muito baixa e eram precisos muitos codecs para que os vídeos fossem assistidos no computador. Poucos anos depois o flash resolveu o problema na tecnologia na visualização de vídeos, a banda larga ganhou escala e foi o momento certo para o YouTube; (lembrei também do Newton, avô do iPad, mas lançado pela Apple num momento em que as telas eram monocromáticas, não havia banda larga nem tampouco loja de aplicativos).

FATO 2 – LANÇAMENTO DO CUBO, 10 DE SETEMBRO DE 2015, SÃO PAULO, BRASIL

Na última quinta-feira, dia 10, sob a chancela do Itaú, Redpoint eventures, Cisco, Accenture e Ambev o Cubo ganhou vida, “para ser o epicentro do ecossistema de inovação e startups na América Latina”, segundo o líder da empreitada, Flávio Pripas. A inauguração do novo hub/coworking mereceu registro inclusive na badalada revista americana Fast Company. A programação do evento de lançamento foi encerrada com a palestra de Nizan Guanaes, presidente do Grupo ABC. No seu discurso, uma mensagem de otimismo frente às oportunidades.

– A saída para o Brasil é o empreendedorismo;

– As crises são cíclicas. Por isso, esse é o melhor momento de investir no Brasil;

– O problema é o pai da invenção. O fogo veio do frio; a roda veio para encurtar as distâncias, um país com muitos problemas é o melhor lugar para empreender;

– No Brasil não dá para esperar o vento, tem que aprender a soprar.

blog-cubo-460

Imagem fonte: Reprodução

“O bolsa ‘eu mesmo’ é que vai salvar o Brasil! O espírito empreendedor é impulsionado pela dificuldade.”, Nizan Guanaes, no lançamento do Cubo

REFLEXÃO

Se o timing é um dos fatores mais importantes no sucesso de um negócio inovador.

Se na crise é o momento ideal para resolver problemas.

A despeito do investment grade e da crise política, não seria esse um dos melhores momentos para criação de startups no Brasil?

Não estamos cheios de problemas (de produtividade, de crise hídrica, de congestionamento, de falta de qualidade na educação, de energia, de tantos serviços ainda precários…) que poderiam ser resolvidos com criatividade e inovação – gerando novos negócios?

Reflita, analise e decida. Esse pode ser o melhor momento para transformar aquele problema que te incomoda num grande negócio.

Escrito para o Estadão PME por Marcelo Pimenta (menta90), que é professor da pós-graduação da ESPM e fundador do Laboratorium.

Romanhol Business Consulting tem mais de 15 anos de experiência e atuação no mercado. Nossa missão é criar soluções e apoiar nossos clientes na escolha e implementação da estratégia, prestando serviços  profissionais com excelência e sendo reconhecidos pela capacidade de gerar lucro. Para mais informações e contato clique AQUI!

O que achou? Deixe um comentário.

Categorias: Empreendedorismo, Negócios

Tags: , , , , , ,